Automatização: Crucial para o setor de transportes

  • Automatização: Crucial para o setor de transportes

    Automatização: Crucial para o setor de transportes

    Com a transformação digital, o uso da tecnologia se tornou inerente à atuação de empresas de todos os setores. Segundo pesquisa da Grant Thornton realizada em 2015, 24% das empresas de diferentes segmentos no Brasil já estão automatizando processos de produção, 3% já o fazem e 21% pretendiam se atualizar no prazo de um ano, sendo que 55% dos 2.571 líderes entrevistados consideram a ação uma tendência inevitável. O estudo conclui que as companhias entendem a necessidade do uso da tecnologia para flexibilizar o volume de produção, reduzir custos, aumentar a eficiência e reservar profissionais para tarefas de maior valor agregado. Na área de transportes, 26% planejavam automatizar os processos. O setor é o que mais prevê capacitar profissionais para o manuseio das novas máquinas – 16% das indústrias afirmaram que treinariam pessoal para isso.

    A automatização não apenas facilita o trabalho e otimiza a tomada de decisões, como aperfeiçoa os serviços prestados e tem forte impacto na redução de custos e no aumento da produtividade, conferindo ainda mais segurança, agilidade e confiança aos processos. Em grandes companhias, o uso de softwares já é conhecido, mas podemos observar que essa é uma realidade mais presente também nas micro e pequenas empresas, que acompanham esta mudança e buscam soluções de otimização, além de se adequarem às constantes atualizações da legislação.

    No processo logístico, a informação com rapidez e precisão é fundamental, garantindo bons resultados operacionais e financeiros. Hoje, no mercado, há sistemas que permitem o gerenciamento remoto de toda a frota, definem rotas de entrega, planejando a distribuição e informando o destino, levando em consideração inclusive o horário, limites de carregamento, velocidade, custos e particularidades das regiões de entrega.

    Com o gerenciamento de pagamentos, seja do frete, pedágios ou outros custos, a situação não é diferente. Este foi um dos segmentos que mais avançaram nos últimos anos em relação ao uso de tecnologia. E a evolução não para. No Brasil, em agosto de 2016, o volume financeiro movimentado pelos meios eletrônicos de pagamento ultrapassou, pela primeira vez na história, o estoque de papel moeda em circulação, de acordo com dados da Abecs, associação das empresas de cartões. Os valores para pagamento eletrônico dos custos de transporte também fazem parte deste montante, que totalizou R$ 172,5 bilhões.

    Além de levar modernidade aos processos de quitação de débitos, a utilização de cartões e pagamentos por aproximação permitem às empresas de transporte um melhor controle e até redução de gastos, sem contar a adequação à legislação vigente. Ao usuário, essas tecnologias oferecem agilidade e, principalmente, segurança.

    Alinhada com o que há de mais moderno em sistemas de pagamento, a Target MP, possui soluções completas que englobam todas as atividades de controle operacional, incluindo as áreas de varejo e transporte. Por meio de importantes parcerias com o Bradesco, Visa Cargo, Sem Parar e MapLink, que se unem para potencializar os serviços oferecidos, é possível obter uma ferramenta completa de roteirização, monitoramento da frota, novos meios de pagamento de frete, pedágio e custos adicionais. Entre os principais benefícios estão:

     Agilidade das informações e tomada de decisões;
     Aumento da segurança nas operações;
     Aumento da confiabilidade para o transporte de cargas;
     Controle dos custos operacionais e indicadores logísticos;
     Aumento do desempenho operacional;
     Maior conforto para o transportador.

    Atualizar-se é fundamental e quem atua na área sabe a importância destas ferramentas para o dia a dia e os ganhos proporcionados.
    * William Rego é Sócio-Diretor de Tecnologia e Produtos da Target Meios de Pagamento.

    1 Fonte: http://www.grantthornton.com.br/press-releases/imprensa/automatizacao/

    Comments are closed.